Estrutura de um Aplicativo

Estrutura de um aplicativo

 

O segmento de TI está totalmente voltado ao mobile first, pois esta é a tendência dominante do mercado.

 

O número de dispositivos móveis cresce a cada dia e, portanto, se tornou necessário aliar as estratégias comerciais e a soluções tecnológicas a fim de criar aplicativos que sejam relevantes ao cliente final ao mesmo tempo que estimulam a fidelização da relação comercial.

 

Estrutura: etapas que compõem a criação de um aplicativo

 

Hoje em dia, pode-se afirmar que qualquer um pode criar um aplicativo. No entanto, somente uma equipe desenvolvedora especializada pode entregar um produto que vai suprir as necessidades de uma empresa, pensando em seu cliente final.

 

Apesar da facilidade de se encontrar sites que permitem a criação gratuita de um aplicativo, é preciso ter o mínimo de conhecimento técnico para criar algo que realmente funcione e traga os resultados esperados.

 

Depois de definido o objetivo do aplicativo, a primeira etapa da estruturação dele é decidir o sistema operacional no qual ele terá suporte. A partir desta informação, toda a estrutura de um aplicativo seguirá as características do sistema operacional determinado.

 

1. Funcionalidade do aplicativo

 

Seu aplicativo deve entregar o que promete da maneira mais simples e prática possível, partindo do princípio que quanto mais complicado de se manusear ele for, menor será também sua popularidade.

 

Portanto, pense que para que o seu cliente (e o cliente final) tenham uma experiência de usuário digna de compartilhamento com seus contatos, é preciso que ele, ao usar o seu aplicativo, obtenha o resultado esperado em apenas alguns cliques e sem a necessidade de instruções mais detalhadas.

 

2. Seu aplicativo precisa oferecer segurança

 

Com a facilidade de acesso online veio também as violações de segurança, resultando no vazamento de dados importantes. Sendo assim, a segurança se tornou uma questão essencial no uso da tecnologia móvel.

 

É muito importante que os desenvolvedores revejam seus códigos e procurem por brechas ou outras vulnerabilidades que possam colocar em risco as informações dos clientes.

 

Mesmo após uma verificação minuciosa, é preciso investigar quaisquer erros que ocorram e depura-los a fim de identificar possíveis quebras de segurança e evitar que os aplicativos sejam hackeados.

 

3. Design: determinando a estética de seu aplicativo

 

Um aplicativo deve ser funcional, porém é preciso que também seja apelativo aos olhos dos clientes finais. Afinal de contas, é preciso levar em conta que a aparência do seu aplicativo será o primeiro aspecto a ser notado pelo seu cliente final.

 

Mesmo aqui, menos é mais. Um template clean, fácil de ser entendido, mas que seja agradável aos olhos e simples de ser utilizado ganhará muitos pontos.

 

É preciso conhecer as tendências de design para o segmento, porém, o principal desafio para os desenvolvedores neste quesito é distinguir-se. Fugir do lugar comum e inovar com um design simples que potencializa a característica funcional do aplicativo é o objetivo de 10 entre 10 desenvolvedores.

 

A inovação agrega valor ao seu aplicativo e faz com que ele se sobressaia dentre os concorrentes.

 

4. Marketing móvel: o desenvolvimento de um aplicativo além da funcionalidade

 

Obviamente não é preciso ser um profundo conhecedor de marketing para desenvolver um aplicativo. No entanto, estar por dentro das principais tendências do marketing móvel contribui para determinar o direcionamento durante todo o processo de criação.

 

Os principais sistemas operacionais (Android e iOS) passam constantemente por atualizações seguindo as principais tendências, não só do mercado de TI, mas também acompanhando as tendências de marketing para que consigam ganhar mais mercado entre os usuários.

 

Por isso, os desenvolvedores precisam conhecer as indústrias destas plataformas remotas, sabendo os projetos que mais funcionam, além de como programar o aplicativo para que suas funções estejam cada vez mais otimizadas.

 

5. Testes e suporte contínuo

 

Antes de entregar o aplicativo é preciso realizar, mais de uma vez, todos os testes pertinentes para que suas funções estejam funcionando perfeitamente. O ideal é que outros desenvolvedores possam testar o seu aplicativo para poder identificar quaisquer erros e problemas que o criador pode deixar passar inadvertidamente.

 

O que realmente faz de sua empresa uma desenvolvedora de aplicativos essencial na vida de seus clientes é, entretanto, o fornecimento de suporte constante, mesmo que tenha feito um trabalho único.

 

Acompanhar um projeto e estar presente para suprir quaisquer dúvidas ou solucionar problemas simples mostram o seu comprometimento com o serviço prestado e só lhe trará benefícios. O suporte contínuo é a forma de reter clientes e expandir o seu negócio espontaneamente.

Escrito por: Aioria | Desenvolvimento de aplicativos.